sábado, 6 de maio de 2017

Não acredito em nós.

- Não acredito em nós. (Disse-te hoje)
Eu tinha um sorriso glorioso e safado e tu um olhar expectante.
Esse olhar forte, cor de avelã, composto por pestanas longas desse teu rímel genético. (Tens um mundo inteiro nesses olhos de que falo e tu nem imaginas.)
Sabes porque não acredito em nós? Somos demasiado para existirmos. Somos frio de Inverno, flor de Primavera, sol de Verão e cor de Outono. Somos tudo e ninguém existe sempre. Mas nós existimos. Nas 4 estações. Nos 7 dias de cada 4 semanas de todos os meses. E é por sermos tanto de tão bom, que só existimos juntos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário